DESTAQUES

sexta-feira, 26 de julho de 2013

O Papa e sua Juventude!


O Papa Francisco falou a milhares de fiéis agora há pouco, em Santa Missa realizada em Sumaré onde está hospedado,  os jovens ouviram as sábias palavras do Pontífice que abordou os valores e  a família, o Papa falou da importância do diálogo entre gerações principalmente na relação familiar, é necessário que os jovens vivam os valores da fé , ele que terá um encontro com jovens detentos no Palácio São Joaquim ainda hoje, ensina uma lição de humildade que ultrapassa todas as barreiras, não devemos ter medo de anunciar a Palavra de DEUS onde quer que estejamos.

Estamos acostumados a nos acomodar, mas nos últimos dias temos aprendido uma grande lição com o Papa Francisco: nada de comodismo, a juventude do Papa acompanha atento cada passo e cada ensinamento do homem enviado pelo SENHOR para anunciar a boa nova e a exemplo de São Francisco de Assis reconstruir a igreja  que somos cada um de nós. Em um dos eventos o Papa reanimou a juventude e toda a Igreja com a seguinte fala: “Eu quero agito nas dioceses, que vocês saiam às ruas, eu quero que nós nos defendamos de toda acomodação, imobilidade, clericalismo, se a Igreja não sair às ruas se converte em uma ONG. A Igreja não pode ser uma ONG.”

Os jovens são convidados a repensar seus valores e serem realmente radicais em sua escolhas, mas estamos falando da verdadeira radicalidade que consiste em deixar velhos costumes que nos levam a uma vida desregrada e viver a radicalidade do anúncio à JESUS CRISTO, sejamos portanto fiéis, como CRISTO é fiel, nesses dias o Rio de Janeiro respira ares de fraternidade e acolhida, em todas as ruas desde as favelas aos bairros considerados nobres , a juventude do Papa recebe o convite de agitar a Igreja pelo mover do ESPÍRITO SANTO.

Cada grupo, cada caravana, cada peregrino se reconhece como membro da Igreja, como irmão, é muito comum os jovens se encontrarem e se cumprimentarem com a famosa frase: esta é a juventude do Papa, dita na maioria das  vezes em espanhol, ou com um grande : “êêêêê!” Somos levados a uma profunda reflexão : se as barreiras culturais, se as fronteiras entre nossos países não nos impedem de viver a fé em comunhão plena, porque não viver o sentimento que experimentamos  na Jornada Mundial da Juventude, todos os dias da nossa vida? Uma coisa sabemos e podemos garantir: nenhum jovem voltará o mesmo para seu país, para sua casa, para sua família.

Rauenna Emanuella
MCS-Floriano

Postar um comentário

 
Copyright © 2015 RCC PIAUÍ - Renovação Carismática Católica do Piauí. Desenvolvido por Ministério de Comunicação Social