DESTAQUES

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Catequese: “as crianças nunca são um erro”

Muitas crianças apesar do dia frio, mas ensolarado, receberam a benção do Santo Padre hoje na Praça de São Pedro. Uma grande multidão gritava "Francisco, Francisco!" e balançava bandeiras à espera do Papa, que chegou após as 9h30 (Roma), e cumprimentou os fiéis reunidos para a tradicional Audiência Geral. A Praça de São Pedro ainda estava enfeitada com flores holandesas que decoraram a celebração do Domingo de Páscoa.
O Santo Padre encerrou hoje uma série de catequeses sobre a família, destacando que “as crianças são o fruto mais belo da bênção que o Criador deu ao homem e à mulher”.
“Por isso, hoje - disse ele- no contexto das catequeses sobre a família, é preciso falar de uma triste realidade: a de tantas crianças que são rejeitadas, abandonadas, que veem roubadas a sua infância e o seu futuro”.
“Às vezes, há quem diga que pode ter sido um erro trazer uma criança ao mundo. Trata-se de uma afirmação vergonhosa! As crianças nunca são ‘um erro’, enfatizou o Papa, afirmando ainda que “todos devem assumir a sua responsabilidade e se perguntar sobre o que pode ser feito para que não haja mais crianças que vivem dramas causados por famílias disgregadas, ou pior, crianças marginalizadas, presas fáceis de delinquentes, que se aproveitam delas no tráfico, na guerra e na violência”.
E recordou que “Jesus sempre demonstrou um carinho especial pelas crianças: as chamava para si e as abençoava”. “Assim – prosseguiu- a Igreja tem a obrigação de estar ao serviço das crianças e de acompanhar as suas famílias, dando o exemplo de que nenhum sacrifício é exagerado quando permite que uma criança se sinta amada, pois nenhuma criança é esquecida pelo Pai que está nos céus”.
Depois da catequese, o Santo Padre saudou também os peregrinos de língua portuguesa, “particularmente os fiéis vindos de Portugal e do Brasil”. Ele disse: “Queridos amigos, cuidar das crianças significa crer que cada uma delas é um dom de Deus para o mundo. Não poupemos esforços para que elas possam sentir-se sempre acolhidas e amadas nas nossas famílias e nas nossas comunidades. Uma feliz Páscoa para todos!”.
Por fim, após as saudações em diferentes línguas, o Papa dedicou algumas palavras, de maneira particular, aos jovens, doentes e recém-casados. "Que o anúncio pascal continue ardendo em nosso coração no peito, como dos discípulos de Emaús". Aos jovens lembrou que "só Jesus pode satisfazer plenamente as aspirações de felicidade e bem na vida". Aos doentes disse que "não há consolo mais belo para o sofrimento do que a certeza da Ressurreição de Cristo". Por último, aos recém-casados convidou a viver o matrimônio em “concreta adesão a Cristo e aos ensinamentos do Evangelho".
Fonte: Zenit

Postar um comentário

 
Copyright © 2015 RCC PIAUÍ - Renovação Carismática Católica do Piauí. Desenvolvido por Ministério de Comunicação Social