DESTAQUES

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Santa Sé representada em encontro sobre a tutela de menores



“Os abusos sexuais de menores: mecanismos de proteção e resiliência”, é o tema do encontro aberto em Paris, promovido pelo Departamento Internacional Católico para a Infância (Bice). Representando a Santa Sé, pronunciou-se Mons. Robert Oliver, Secretário da Pontifícia Comissão para a Tutela dos Menores, instituída pelo Papa Francisco há cerca de um ano. Diante de 250 especialistas, o representante vaticano ilustrou o trabalho desenvolvido pela comissão, baseado na colaboração com Igrejas locais e outros organismos religiosos e civis, como explicou aos microfones da Rádio Vaticano:

“Muito bem, devo dizer. A Igreja Católica é conhecida no mundo pelos seus esforços em favor da tutela das crianças. Isto nos coloca em condições de desenvolver relações com organizações de muitos grupos religiosos, muitas organizações governamentais e não governamentais… estas relações estão ainda em fase inicial, mas por meio de nosso trabalho com as Conferências episcopais e com as Congregações religiosas, estes contatos nos permitem estar presentes em todas as partes do mundo, não obstante a nossa Comissão seja pequena. Existem muitas organizações de valor, como o Bice, e estamos curiosos em ver a quais resultados poderá levar a nossa colaboração”.

RV: Em que modo os novos Estatutos da Pontifícia Comissão estão orientando o vosso trabalho?

“Bem, os Estatutos conferem uma estrutura à organização e portanto são muito importantes. Descrevem a nossa missão, a presidência da Comissão, como deverá ser desenvolvido o nosso trabalho naqueles que nós chamamos grupos de trabalho, como o nosso departamento deverá ser estruturado… Nós trabalhamos em um esboço dos Estatutos por mais de um ano – fui eu mesmo que acompanhei a sua elaboração. O Santo Padre foi generoso quando o aprovou, pois nos concedeu um período de três anos para a experimentação dos Estatutos. Isto significa, que enquanto realizamos o nosso trabalho, podemos buscar caminhos melhores para a estruturação da Comissão, para que possa trabalhar no melhor dos modos. Assim, como expressão da estrutura os Estatutos são muito, muito importantes. Nele estão expressos o coração e os conteúdos de nosso trabalho”.


Por Rádio Vaticano

Postar um comentário

 
Copyright © 2015 RCC PIAUÍ - Renovação Carismática Católica do Piauí. Desenvolvido por Ministério de Comunicação Social