DESTAQUES

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Santuário de Fátima da Serra Grande é consagrado e seu altar recebe dedicação

Santuário de Fátima da Serra Grande é consagrado e seu altar recebe dedicação 



“Um dia para entrar na história e que ficou gravado em nossos corações”, assim resume, com emoção, o Pe. Antonio Irineu Martins, reitor do Santuário de Nossa Senhora de Fátima da Serra Grande, obra que o teve à frente desde o início, à nossa reportagem.

A cerimonia foi presidida pelo representante oficial do Papa Francisco no Brasil, Dom Giovani d’Aniello que assim se expressou: “Hoje, meu coração se rejubila com o de vocês, pois temos a grande alegria de estar aqui neste novo e lindo Santuário dedicado a Nossa Senhora de Fátima”. Com estas palavras, o Núncio Apostólico no Brasil, Dom d’Aniello, iniciou seu sermão, após cumprimentar o Bispo Diocesano de Tianguá, Dom Francisco Javier Hernandez Arnedo, OAR, o Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, o Reitor do Santuário de Fátima da Serra Grande, Pe. Antonio Irineu Martins, os demais religiosos e as autoridades presentes, tendo à frente o Governador do Ceará, Camilo Santana.

Sua Santidade o Papa Francisco concedeu bênção apostólica a todos os romeiros do Santuário, na data tão significativa.



Cerca de 7.000 fieis compareceram à solenidade consagração do Santuário de Fátima da Serra Grande, em São Benedito, Ceará, e dedicação do altar. Praticamente todas as Paróquias da Diocese de Tianguá se fizeram representar na celebração, além de peregrinos do Piauí, do Maranhão e de outros Estados brasileiros e dois representantes do Santuário de Fátima da Cova da Iria, em Leiria, Portugal: o Reitor do Santuário, Pe. Carlos Manuel Pedrosa Cabecinhas, e Ir. Ângela de Fátima Coelho da Rocha Pereira da Silva, postuladora dos Pastorinhos Beatos Francisco e Jacinta Marto e Vice-Postuladora da Serva de Deus Ir. Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado.

Todos os bispos do Ceará se fizeram presentes, iniciando pelo arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, os bispos auxiliares de Fortaleza, Dom Rosalvo Cordeiro de Lima e Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, também administrador apostólico da Diocese de Sobral, Dom Adalberto Paulo da Silva, bispo emérito de Fortaleza, Dom Ângelo Pignoli, bispo de Quixadá, Dom José Haring, bispo de Limoeiro do Norte, Dom Fernando Panico, bispo de Crato, Dom Antonio Roberto Cavuto, bispo de Itapipoca, Dom Ailton Menegussi, bispo de Crateús e Padre Lázaro Augusto, Administrador Diocesano de Iguatu. O arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, o bispo de Campo Maior, Dom Eduardo Zielski, o bispo emérito de Floriano, Dom Augusto Alves da Rocha, o bispo de Parnaíba Dom Alfredo Schaffler, também compareceram. Os vigários gerais da Arquidiocese de Fortaleza, Mons. João Jorge Corrêa Filho, e das dioceses de Tianguá, Pe. Francisco Evaldo Carvalho Carneiro, de Sobral, Mons. Gonçalo de Pinho Gomes, e de Parnaíba, Pe. Carlos Alberto Seixas Aquino, concelebraram a Santa Missa.

Os sacerdotes Frei Refugio González Escobar, OAR, Pe. Jair do Carmo Sales Soares, CM, Pe. Adriézio da Silva Lima, Pe. Arnalton Dias Vasconcelos, Pe. Aurélio Pinto de Sousa, Pe. Carlos Alberto Pereira Magalhães, Pe. Carlos Éder Carneiro Mendes, Pe. Elias Souza de Brito, Pe. Felipe Ribeiro, Pe. Fellinto Oliveira Britto, Pe. Francisco Coelho do Nascimento, Pe. Jerônimo Campos da Silva, Pe. José de Anchieta Aguiar Vasconcelos, Pe. José Erlando de Sousa Carvalho, Pe. José Nicodemos Bezerra da Silva, Pe. Lucimarcos Geremias, Pe. Luiz Gonzaga Gomes Furtado, Pe. Lusmar Sousa Fontenele, Pe. Manoel Ferreira de Freitas, Pe. Manoel Pereira Gomes, Pe. Manoel Raimundo da Silva, Pe. Raimundo Nonato Lúcio, Pe. Rocélio Silva Alves, Pe. Sebastião de Lima, Pe. Wilson Pereira da Silva, Pe. Antonio de Araújo Silva, Pe. José Lisardo Pontes Neto, Pe. Raimundo Nonato Cruz Duarte, Pe. Inácio Almeida e o Pe. Berg Canafístula Gomes, demais sacerdotes, diversos religiosos e religiosas, também participaram do ato litúrgico.

Dentro da Igreja principal, 2.000 fieis que chegaram até uma hora antes do início, cerca de 200 convidados, entre autoridades civis e eclesiásticas, participaram da cerimônia, no Santuário, que se iniciou a portas fechadas, conforme previsto no rito de Dedicação do Templo, mantendo-se posteriormente aberta a porta principal, para que todo o ritual de consagração e dedicação fosse cumprido, mas, telões de led foram instalados na parte externa e barracas de lona com 2 mil cadeiras, a fim de que todos participassem e, ainda, houve a transmissão por parte da TV Diário.

Após os ritos iniciais, foi entronizada oficialmente a imagem de Nossa Senhora de Fátima, vinda, em 2006, de Fátima, Portugal. Neste momento, o Pe. Antonio Irineu, reitor do Santuário retirou o rosário que estava na imagem e o Pe. Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima em Portugal, colocou um rosário doado por aquele Santuário ao novo Santuário, rosário similar ao que está na imagem oficial de Fátima. Na sequência, a Postuladora, Ir. Ângela Coelho ofereceu ao Santuário as relíquias dos Pastorinhos. Os dois gestos simbolizaram o selamento da união dos dois santuários, na devoção à Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

O Altar foi consagrado pelo Núncio Apostólico, Dom Giovanni d’Aniello, e ungido por ele, pelo Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Tosi, e pelo Bispo de Tianguá, Dom Javier Arnedo. O Pe. Antonio Irineu, reitor do Santuário, entregou a Dom Giovanni teca cerrada com as relíquias dos seguintes santos e mártires: São Vitorino, martirizado nos primeiros séculos do cristianismo; de São Filipe Néri, o santo da alegria (+1595); do Beato-Mártir Nicolò Rusca (+1618), martirizado nos conflitos entre católicos e reformados, defendendo a fé que professou; do Beato Isidoro Bakanja (+1909), leigo africano martirizado por usar o escapulário; dos Beatos-Pastorinhos Francisco e Jacinta Marto (+1919-1920), videntes de Nossa Senhora de Fátima; de Santa-Mártir Tereza Benedita da Cruz (Edith Stein +1942), religiosa, mártir do holocausto; das Santas Maria de Jesus Crucificado, religiosa, nascida na Palestina (+1878) e Cristina Brando, religiosa (+1906), ambas canonizadas neste 17 de maio de 2015. As relíquias foram depositadas no local reservado e em seguida foi fechado o sepulcro previamente preparado.

O rito litúrgico prosseguiu e ao final, Dom Javier Arnedo, Bispo de Tianguá, fez uso da palavra e apresentou seus colegas no episcopado presentes, o Pe. Antonio Irineu, reitor do Santuário consagrado, fez seus agradecimentos e finalizando, Pe. Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima em Portugal, manifestou-se transmitindo aos fieis de Nossa Senhora de Fátima seu contentamento pelo novo Santuário.

Foi uma solenidade memorável. O coral do Santuário foi esplendoroso e o rito litúrgico da Dedicação foi realizado com beleza e leveza. Dom Giovanni e os Bispos ficaram encantados com as condições que foram criadas para a realização da liturgia, o cerimonial e as equipes de serviço foram maravilhosos.

Finalizada a cerimônia religiosa, o Prefeito de São Benedito, Gadyel Gonçalves e o Governador do Ceará, Camilo Santana, assinaram a ordem de serviço para a pavimentação da Avenida Santíssima Trindade que dá acesso ao Santuário.

Autoridades presentes: Govenador Camilo Santana, Secretário Inácio Arruda (Ciência e Tecnologia e Educação Superior – Secitece), Chico Lopes (deputado federal), os deputados estaduais Augusta Brito e Bruno Pedrosa, os prefeitos Gadyel Gonçalves (de São Benedito) e Jean Azevedo (de Tianguá) e muitos outros prefeitos, vereadores e demais autoridades.

Veja  abaixo mais imagens da Solenidade




















José Luís Lira (Regt°. DRT-CE. n°CE-01459-JP), especial para o portal do Santuário de Fátima da Serra Grande.

Postar um comentário

 
Copyright © 2015 RCC PIAUÍ - Renovação Carismática Católica do Piauí. Desenvolvido por Ministério de Comunicação Social