DESTAQUES

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Campanha da Fraternidade: Casa Comum, nossa responsabilidade



A Campanha da Fraternidade nasceu por iniciativa de Dom Eugênio de Araújo Sales, em Nísia Floresta, Arquidiocese de Natal, RN, como expressão da caridade e da solidariedade em favor da dignidade da pessoa humana, dos filhos e filhas de Deus.



Assumida pelas Igrejas Particulares da Igreja no Brasil, a Campanha da Fraternidade tornou-se expressão de comunhão, conversão e partilha. Comunhão na busca de construir uma verdadeira fraternidade; conversão na tentativa de deixar-se transformar pela vida fecundada pelo Evangelho; partilha como visibilização do Reino de Deus que recorda a ação da fé, o esforço do amor, a constância na esperança em Cristo Jesus (Cf. 1Ts 1,3).

A Campanha da Fraternidade tem hoje os seguintes objetivos permanentes:

1 – Despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo, em particular, os cristãos na busca do bem comum;
2 – Educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor, exigência central do Evangelho;
3 – Renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação da Igreja na evangelização, na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária (todos devem evangelizar e todos devem sustentar a ação evangelizadora e libertadora da Igreja)”.

A coleta da Campanha realizada como um dos gestos concretos de conversão quaresmal tem realizado um bem imenso no cuidado para com os pobres.

Ao percorrermos o itinerário da Campanha que nossos irmãos nos prepararam, possamos continuar seguindo Cristo, caminho, verdade e vida (Cf. Jo 14,6).Ao celebrarmos os 50 anos da Campanha da Fraternidade, registramos a memória do caminho percorrido: Dom Jaime Vieira Rocha, Arcebispo de Natal, recorda o nascimento e primeiros passos; Pe. José Adalberto Vanzella, Secretário Executivo do Regional Nordeste V da CNBB, apresenta a fase de crescimento da estrutura, dos temas e lemas; Pe. Luiz Carlos Dias, Secretário Executivo da Campanha da Fraternidade, retrata o momento atual. Toda essa riqueza aparece emoldurada pelas mensagens que, a cada ano, os Papas Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI enviaram à Igreja no Brasil, por ocasião da abertura da Campanha da Fraternidade, destacando a importância desse serviço inspirado pelo espírito penitencial da Quaresma.

Saiba mais sobre a campanha no site: Clique Aqui

Fonte: CNBB

Postar um comentário

 
Copyright © 2015 RCC PIAUÍ - Renovação Carismática Católica do Piauí. Desenvolvido por Ministério de Comunicação Social